Um homem de 37 anos detido por suspeita de fogo florestal no concelho de Penacova, distrito de Coimbra, ficou internado para tratamento, após primeiro interrogatório judicial, informou esta quarta-feira a Polícia Judiciária.

O detido, solteiro e motosserrista de profissão, é suspeito de ter ateado um fogo florestal com recurso a um isqueiro, na segunda-feira, num quadro de alcoolismo, refere um comunicado da Diretoria do Centro da PJ.

Do incêndio resultou uma mancha ardida com cerca de trezentos metros quadrados de mato, fenos e vinha contíguos a uma vasta área florestal.

O suspeito foi detido pela PJ do Centro, em colaboração com a GNR de Vila Nova de Poiares, e sujeito a internamento para tratamento depois de ter sido ouvido em interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

Segundo a PJ, em 2016 já foram já identificadas e detidas 71 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.