O bombeiro da corporação de Miranda do Douro que ficou ferido no incêndio de Cicouro (Miranda do Douro) e que se encontrava internado no Hospital da Prelada teve alta na tarde de terça feira, anunciou hoje aquela unidade.

Em comunicado, o Hospital da Prelada adianta que o homem, de 32 anos, está cicatrizado das queimaduras de 2º grau que lhe afetaram cerca de 10% da superfície corporal.

O outro bombeiro internado, de 25 anos, com queimaduras de 3º grau em cerca de 70% da superfície corporal, «mantém uma situação clínica grave, ventilação mecânica e um prognóstico reservado».

Três bombeiros de Miranda do Douro ficaram feridos, num incêndio em Cicouro, acabando um dos elementos com 45 anos por morrer, não resistindo aos ferimentos provocados pelas queimaduras que lhe afetaram mais de 90% do corpo.

Os membros da corporação foram surpreendidos numa mudança brusca de vento e ficaram encurralados no meio do fogo, entre Cicouro e São Martinho de Angueira, junto à fronteira com Espanha, contou à agência Lusa o comandante Luís Martins.

As chamas destruíram também o veículo do dispositivo de combate a incêndios em que os bombeiros se deslocavam.