Foi detido pela Polícia Judiciária, na segunda-feira à noite, um bombeiro de 19 anos da corporação de Condeixa, suspeito da autoria de mais de uma dúzia de incêndios que nas últimas semanas deflagraram no concelho.

A TVI sabe que o jovem, residente na vila, foi detido no próprio quartel de bombeiros e que a denúncia partiu dos responsáveis da própria corporação. Indiciado por oito crimes de incêndio florestal, está obrigado a permanecer na habitação, a aguardar o desenrolar do inquérito.

O bombeiro detido confessou ao comandante a autoria criminosa de uma série de fogos que vinham assolando o concelho há cerca de um mês. O último aconteceu no domingo e o comportamento do bombeiro levantou fortes suspeitas. 

O indivíduo integrou o grupo dos 31 bombeiros que recentemente, em abril, solicitou a passagem ao quadro de indisponibilidade, em conflito com os órgãos sociais e o comando do corpo ativo. Abandonou a actividade operacional em protesto mas regressou, a seu pedido, poucos dias depois.