A presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, lamentou hoje a morte de um bombeiro ferido num incêndio que, durante dias, lavrou na serra do Caramulo, Viseu, enviando um «abraço de muito pesar» a corporações, famílias, vizinhos e amigos.

«A morte de Bernardo Figueiredo culmina um itinerário de sofrimento, num verão de incêndios que a todos nos doeu. [É] uma morte que se junta a outras e ainda aos ferimentos de tantos, marcas que ficam na nossa memória coletiva como se todos fossemos um grande coração a bater», lê-se no comunicado enviado às redações pelo Gabinete da Presidente da Assembleia da República.

Na mensagem de condolências, Assunção Esteves homenageia «vítimas, corporações, famílias, vizinhos e amigo», e também «a coragem e a entrega» do bombeiro, reiterando «gratidão».

A presidente da Assembleia da República despede-se com «um abraço de muito pesar».

O bombeiro Bernardo Figueiredo, 23 anos, ferido durante o incêndio na Serra do Caramulo na passada quinta-feira, morreu esta madrugada. Carlos Coelho, comandante dos Bombeiros Voluntários do Estoril disse à Lusa que Bernardo Figueiredo não resistiu aos ferimentos e que faleceu cerca da 01:00 de hoje.

Bernardo Figueiredo estava no mesmo grupo de Rita Pereira, a bombeira de Alcabideche que também morreu no combate ao incêndio.