O tribunal aplicou hoje apresentações semanais na GNR ao casal detido na segunda-feira pela presumível autoria de um crime de incêndio florestal em Terras de Bouro, informou fonte policial.

O casal foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) de Braga, pela alegada autoria de um incêndio registado em 10 de outubro na freguesia de Chorense, concelho de Terras de Bouro.

Segundo um comunicado da PJ, os suspeitos terão atuado “por razões de desavenças com vizinhos e familiares”.

O homem tem 57 anos e está desempregado e a mulher tem 50 e é jornaleira.

Em 2017, a PJ já identificou e deteve 103 suspeitos de crime de incêndio florestal.