A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro deteve um agricultor, de 64 anos, suspeito de ser o autor de um incêndio florestal que ocorreu na passada sexta-feira em S. Pedro do Sul, no distrito de Viseu, informou hoje aquela força policial.

Segundo a PJ, o suspeito, que foi detido em colaboração com o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR, está «fortemente indiciado» pela prática do crime de incêndio florestal.

O incêndio ocorreu ao princípio da noite da última sexta-feira, dia 20 de setembro, numa mancha florestal situada num lugar pertencente à freguesia de Carvalhais, no concelho de S. Pedro do Sul.

«O suspeito utilizou uma vela como meio de ignição da matéria vegetal altamente combustível existente no local, que deixou a arder para que a chama se propagasse ao mato e restante meio envolvente», escreve a PJ, adiantando que o arguido terá atuado «num quadro de aparente natureza fútil».

O detido vai ser presente esta segunda-feira a primeiro interrogatório judicial para eventual aplicação de medidas de coação.

No corrente ano a PJ procedeu à identificação e detenção de 70 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.