A Polícia Judiciária encontrou ossadas que podem ser de um homem que está desaparecido desde o incêndio de 15 de outubro em Folgosinho, Gouveia, freguesia situada no Parque Natural da Serra da Estrela, confirmou, nesta quinta-feira, a TVI junto de fonte da PJ.

Rui Costa, 49 anos, está desaparecido desde a madrugada de 16 outubro, depois de um fogo "de enormes proporções ter cercado a vila de Folgosinho", divulgou, há dois meses, a família no Facebook, "na esperança" de que tivesse "fugido" ou pudesse estar "em estado de choque".

A confirmar-se o óbito de Rui Costa, sobem para 112 o número de vítimas dos trágicos incêndios de junho e outubro.

Já foram pedidas amostras de ADN à família, além dos testes que estão a decorrer no Instituto de Medicina Legal.

As primeiras ossadas foram encontradas no passado dia 20 pela Polícia Judiciária, que no dia seguinte voltou ao local e encontrou novas ossadas a cerca de 500 metros de casa do desaparecido.

O JN acrescenta que a Comissão Técnica Independente que está a investigar os incêndios de outubro a pedido da Assembleia da República desloca-se hoje às instalações da PJ da Guarda para se inteirar dos factos.