O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, reconheceu esta terça-feira que «os próximos dias não vão ser fáceis» e mostrou-se «preocupado» com os incêndios que lavram no país, mas manifestou confiança no dispositivo que está no terreno.

«Com certeza que estou preocupado, mas também tenho confiança na estrutura da Proteção Civil» que está no terreno, afirmou Miguel Macedo, durante uma visita conjunta com o homólogo angolano, Ângelo de Barros Veiga Tavares, à área internacional do Aeroporto de Lisboa, onde inauguraram um sistema de agilização de procedimento de controlo de fronteira entre Portugal e Angola.

«Sei que os próximos dias não vão ser fáceis, mas julgo que temos o dispositivo com confiança, com os meios necessários para combater a multiplicidade de fogos que tem havido», vincou o governante português.

Miguel Macedo lembrou ainda que as alterações que foram feitas em matéria de Proteção Civil este ano fazem com hoje seja «mais fácil fazer balanceamento de meios», quando questionado pelos jornalistas sobre se os meios mobilizados para os incêndios são suficientes.