Um helicóptero que combatia um incêndio no Baixo Alentejo fez uma aterragem de emergência depois do cesto que recolhia água ter embatido no solo, apurou a TVI24. 

Não se registaram feridos. No entanto,  o aparelho,  que está  sediado em Ourique, ficou inoperacional.

Segundo o CDOS de Beja, o fogo, às 18:00, continuava ativo com duas frentes, estando as operações de combate a "evoluir favoravelmente".

À mesma hora, o dispositivo de combate às chamas mobilizava um total de 173 operacionais, com o apoio de 59 viaturas, dois aviões bombardeiros e de quatro helicópteros.

Para o teatro de operações também já foram mobilizados grupos de reforço oriundos de outros distritos do país.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja adiantou ainda à agência Lusa que uma bombeira foi transportada de ambulância para o Centro de Saúde de Castro Verde, devido a intoxicação pelo fumo, mas o seu estado não é grave.

Dez minutos depois do alerta para este incêndio, que foi dado às 13:34, a Proteção Civil foi avisada para outro fogo na mesma freguesia, S. Martinho das Amoreiras, que, entretanto, já foi dominado e está em resolução, referiu a mesma fonte.

O combate a este incêndio envolveu um helicóptero e três dezenas de operacionais, apoiados por seis viaturas.