Notícia atualizada às 20:23

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou a detenção, pela Unidade Local de Investigação Criminal de Vila Real, de um homem suspeito de ter ateado um incêndio em Castelo Branco (Mogadouro).

Em comunicado, a PJ refere que o incêndio consumiu cerca seis hectares de floresta, constituída por mato e eucaliptos.

Segundo a Polícia Judiciária, o incêndio, ocorrido no dia 16 de junho, colocou em perigo uma mancha florestal de cerca de 100 hectares de eucalipto e pinho «de valor elevado», que só não foi consumida devido à rápida intervenção dos bombeiros e meios aéreos.

O Tribunal Judicial de Mogadouro já decretou como medida de coação a apresentação periódica as autoridades do pastor de 81 anos.