As 15 pessoas que foram sinalizadas pela Unidade de Desenvolvimento e Intervenção de Proximidade (UDIP) da Alameda, desalojadas pelo fogo de terça-feira no número 22 da Avenida Almirante Reis, em Lisboa, foram todas realojadas, segundo a Santa Casa.

Fonte da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa explicou que os 15 desalojados sinalizados à UDIP Alameda foram atendidos, tendo sido dada resposta a cada situação, uns através de alojamento local, outros encaminhados para o Centro de Acolhimento temporário da Unidade de Emergência da Santa Casa.

O fogo, que atingiu na terça-feira todo o prédio de seis andares localizado na freguesia de Arroios, teve início às 03:16 e foi dado como extinto às 04:56, não tendo causado qualquer ferido. Segundo o Regimento de Sapadores Bombeiros, foram retiradas do edifício cerca de 30 pessoas, mas 19 ficaram desalojadas.

O proprietário do edifício vai ser notificado para realizar obras, depois de técnicos da câmara terem analisado as condições estruturais do mesmo e terem constatado "partes totalmente destruídas", disse à Lusa na quarta-feira fonte da autarquia.

Segundo disse esta quinta-feira fonte da Santa Casa, foi igualmente estabelecida “uma articulação com os bancos de roupa”, garantindo vestuário às pessoas em questão, através de recursos internos da instituição e de lojas sociais da comunidade.

A nível alimentar, foi ainda acionado o apoio do Centro de Dia da Santa Casa da Misericórdia da área da intervenção.

A ação da Santa Casa, juntamente com a junta de freguesia de Arroios, assegurou também apoios para a deslocação das pessoas, bem como os títulos de transportes, tendo sido ainda distribuído apoio monetário àqueles que têm necessidades de medicação.