A Polícia Judiciária anunciou esta quarta-feira a detenção de um homem de 40 anos suspeito de ter ateado “pelo menos” cinco incêndios florestais no concelho de Vieira do Minho, Braga.

O presumível incendiário, com problemas de alcoolismo, ateava os fogos “sempre” durante a noite e madrugada na zona próxima da sua residência e em locais de difícil acesso, usando para isso fósforos e gasolina, adiantou a PJ, em comunicado.

A PJ realçou que o suspeito agia com “sentimentos de vingança”, tendo a área ardida total rondado as duas dezenas de hectares, composta essencialmente por pinheiros e eucaliptos adultos.

“No combate aos incêndios estiveram envolvidos vários meios, incluindo aéreos, evitando assim que os incêndios tivessem provocado maiores danos, dado tratar-se de uma área de vasta vegetação e de floresta de continuidade com habitações próximas”, salientou.


Os fogos provocaram “avultados” prejuízos patrimoniais, referiu a PJ.

O alegado incendiário, detido pelo Departamento de Investigação Criminal de Braga, com a colaboração da GNR, vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação.