A Polícia Judiciária anunciou esta quinta-feira que deteve  um homem, de 50 anos, por suspeita de autoria de um incêndio florestal em Elvas, no distrito de Portalegre.

O fogo ocorreu na segunda-feira, numa zona florestal dentro do perímetro urbano de Elvas, ocupada por oliveiras, destruindo uma área de 0,5 hectares, lê-se num comunicado da PJ.

Fonte policial adiantou à agência Lusa que o homem terá provocado dois focos de incêndio na mesma zona, sendo, por isso, suspeito de dois crimes de incêndio florestal agravado.

"O incêndio foi provocado pelo detido sem causa aparente, numa altura em que se encontrava fortemente alcoolizado"


A PSP de Elvas ajudou a efetuar a detenção. Embora sem antecedentes criminais, trata-se de indivíduo sem fontes de rendimento conhecidas e com hábitos de alcoolismo.

O incêndio terá sido posto na vegetação rasteira existente, com “recurso a chama direta”, tendo provocado a destruição de "cerca de 0,5 hectares" de coberto vegetal, incluindo "danos por carbonização" nas árvores existentes na zona.

O fogo "provocou perigo” para os edifícios próximos, situação que acabou por ser ultrapassada com a “rápida intervenção dos bombeiros”


A PJ relata ainda que o incêndio atingiu “razoável intensidade”, tendo sido combatido durante cerca de uma hora por 22 bombeiros de quatro corporações, auxiliados por três viaturas.