A ministra da Administração Interna confirmou esta noite que há mais uma vítima mortal do incêndio em Pedrógão Grande, subindo o número total para 62.

O fogo no local continua com quatro frentes ativas. Segundo a mesma fonte, a PJ "está a concluir" a identificação das vítimas.

Acompanhe a informação sobre os incêndios AO MINUTO

Constança Urbano de Sousa afirmou ainda que, graças à "enorme vaga de solidariedade" dos portugueses, não há necessidade de mais alimentos para as equipas que trabalham no local.

"Queria aqui fazer um apelo: o facto de as pessoas estarem a enviar muitos mantimentos está neste momento a causar-nos algumas dificuldades de logística, porque ficamos com excesso de alimentação. As necessidades neste momento estão cobertas."

As chamas que deflagraram cerca das 14:45 de sábado mobilizam 880 operacionais e 275 veículos, sendo que a ministra anunciou o reforço de militares que vão ajudar nas operações.

O IC8 foi reaberto, mas a Estrada Nacional 2 está cortada.

"Neste momento, as condições meteorológicas estão estáveis, não se registam grandes ventos, a humidade relativa é baixa e isso é um fator de adversidade para o combate."

A ministra destacou que há situações "difíceis" no combate ao fogo, sobretudo na Sertã.  

Mais de 2.000 operacionais, apoiados por 620 veículos, combatiam, pelas 22:15 deste domingo, oito grandes incêndios que lavravam nos distritos de Castelo Branco, Coimbra, Évora, Leiria e Santarém, segundo dados da Proteção Civil.