A GNR deteve um homem de 71 anos por suspeita de ter ateado um incêndio rural no concelho de Trancoso, distrito da Guarda, quando utilizava uma alfaia agrícola, foi anunciado este sábado.

Fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda disse à agência Lusa que o fogo, que eclodiu pelas 15:18 de sexta-feira, numa zona de pasto e de mato na área da União de Freguesias de Vale do Seixo e Vila Garcia, no concelho de Trancoso, teve origem "por negligência", quando o suspeito usava uma motorroçadora.

O homem foi detido pela GNR e posteriormente libertado, mas notificado para, na segunda-feira, se apresentar no tribunal de Trancoso para primeiro interrogatório judicial e aplicação de eventual medida de coação.

Este ano, a GNR já deteve quatro pessoas no distrito da Guarda por crime de incêndio florestal por negligência, indicou a mesma fonte.

O incêndio de sexta-feira no concelho de Trancoso foi dominado pelos bombeiros pelas 19:37 e, segundo a GNR da Guarda, a área ardida e os prejuízos ainda não estão contabilizados.

Estiveram envolvidos no combate às chamas 144 bombeiros com 37 viaturas e dois helicópteros, segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro da Guarda.