A GNR anunciou a identificação de um pastor, de 43 anos, suspeito de ter ateado um incêndio florestal em Muxagata, no concelho de Vila Nova de Foz Côa.

Fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda disse à agência Lusa que o homem foi identificado, na quarta-feira, por militares do Núcleo de Proteção Ambiental da GNR de Pinhel, após habitantes terem visto o suspeito no local aonde as chamas eclodiram.

«O indivíduo foi visto por populares e, feitas diligências, encontrámos o indivíduo num café da aldeia. Identificámo-lo e participámos [o caso] ao tribunal de Vila Nova de Foz Côa», indicou.

Segundo a fonte, o suspeito terá agido «com a intenção de queimar» uma zona de mato para originar pasto para alimentar o gado.