Atualizada às 20h48

A GNR deteve hoje, em Vila Nova de Cerveira, um homem de 23 anos suspeito da autoria de um crime de incêndio florestal naquele concelho, informou fonte daquela força.

O homem vai aguardar julgamento em liberdade, com apresentações diárias às autoridades, segundo decisão judicial.

A detenção, explicou a mesma fonte, foi feita ao início da tarde de hoje por ordem da procuradora do Ministério Público no Tribunal Judicial de Vila de Nova Cerveira, «após denúncia efetuada por uma testemunha».

Nas diligências subsequentes, acrescenta a GNR, foi possível «indiciar» este homem, de profissão desconhecida, como «presumível perpetrador» daquele crime.

O incêndio em causa foi ateado no lugar de Mata Velha, na freguesia de Loivo, junto à residência do suspeito. Deflagrou pelas 00:10 de hoje e foi dado como extinto pelos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira mais de uma hora e meia depois.

Segundo a GNR, a «Polícia Judiciária foi informada» desta detenção e o suspeito foi entretanto presente ao tribunal, não sendo ainda conhecidas eventuais medidas de coação aplicadas.