Mais de 360 elementos, apoiados por cerca de 120 veículos e quatro meios aéreos, continuavam hoje de manhã a combater as chamas em Seia, no distrito da Guarda, de um incêndio que deflagrou na sexta-feira à tarde.

De acordo com o site da Proteção Civil, pelas 09:09 de hoje, o incêndio mantinha duas frentes ativas, que estavam a ser combatidas por 365 elementos, apoiados por 119 veículos.

Por essa hora, estavam já mobilizados mais quatro meios aéreos para aquele fogo, que deflagrou às 16:13 de sexta-feira numa zona de povoamento florestal, em Fontão, Loriga, no concelho de Seia, no distrito da Guarda.

Doze distritos em risco máximo de incêndio

Vários concelhos de 12 distritos de Portugal Continental apresentam hoje risco máximo de incêndio.

Segundo informação disponibilizada no ‘site’ do IPMA, em risco máximo de incêndio estão concelhos dos distritos de Faro, Beja, Santarém, Castelo Branco, Portalegre, Leiria, Guarda, Viseu, Aveiro, Bragança, Vila Real e Viana do Castelo.

O IPMA colocou também em risco elevado e muito elevado concelhos de todos os distritos do continente.

O instituto prevê para hoje no continente “céu geralmente limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade por nuvens altas nas regiões Norte e Centro a partir do início da tarde”.

O vento irá soprar “forte no litoral oeste e terras altas” e deverá verificar-se uma “descida de temperatura nas regiões Norte e Centro”.

As temperaturas mínimas no continente vão variar entre os 12 graus centígrados, em Braga, e os 24, em Faro. Já as máximas variam entre os 23 graus, em Aveiro, e os 37 em Beja e Évora.