Paulo Barros, emigrante em Zurique, na Suíça, não ficou indiferente à tragédia de Pedrogão Grande e decidiu meter mãos à obra para ajudar os que perderam tudo no incêndio de junho.

Para isso, o português decidiu organizar um jantar solidário, realizado com a ajuda de todos aqueles que quiseram contribuir - desde alimentos, dinheiro, música -, onde foram angariados 21 mil euros. Depois do evento, Paulo Barros sentiu-se na obrigação de entregar em mãos todo o dinheiro que angariou e viajou até Pedrógão Grande para o fazer.

Dos 21 mil euros, sete mil serão para que as pessoas possam comprar materiais com os quais trabalhavam no seu dia-a-dia. Outros sete mil euros serão entregues a um bombeiro de Castanheira de Pera, que também perdeu tudo no incêndio.  

O incêndio que deflagrou em Pedrógão Grande no dia 17 de junho, no distrito de Leiria, provocou 64 mortos e mais de 200 feridos, e só foi dado como extinto uma semana depois.

Mais de dois mil operacionais estiveram envolvidos no combate às chamas, que consumiram 53 mil hectares de floresta, o equivalente a cerca de 75 mil campos de futebol.