O incêndio que no início da tarde «rondou» o Mosteiro de Tibães, em Braga, já está dominado e a «pouco tempo» de ser dado como extinto, disse à Lusa fonte dos bombeiros sapadores de Braga.

O fogo, que deflagrou «por volta do meio-dia», começou no monte de S. Filipe e foi combatido por 35 homens, 10 veículos, das corporações de voluntários de Esposende, Taipas e dos sapadores de Braga, com a ajuda de um helicóptero, tendo chegado a ter duas frentes.

Segundo a referida fonte, «o mosteiro nunca esteve em perigo efetivo» mas «as chamas rondaram» os terrenos do edifício, na freguesia de Mire de Tibães.

Às 17.30, em declarações à Lusa, fonte da corporação de Braga adiantou que o fogo «estava dominado» e «dentro de pouco tempo vai ser dado como extinto».

Segundo a referida fonte, além do «bom trabalho dos homens no terreno contou-se com a ajuda dos ventos que começaram a soprar numa direção favorável».