Um helicóptero ligeiro de combate a incêndios foi hoje forçado a uma aterragem de emergência quando regressava de um fogo em Lapa, Ponte de Lima, da qual resultaram dois feridos, disse fonte oficial da Proteção Civil.

A aeronave ligeira regressava ao centro de operações depois de um incêndio já dominado na localidade de Lapa, Ponte de Lima, segundo a mesma fonte da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC).

A mesma fonte adiantou à agência Lusa que os dois elementos feridos na sequência deste acidente foram feridos “provavelmente sem gravidade”.

De acordo com a descrição da fonte oficial da ANPC, a aeronave terá feito uma aterragem de emergência “com alguma violência”, desconhecendo-se os motivos que levaram a este procedimento de emergência.

A empresa de aviação privada Everjets, responsável pela aeronave, anunciou que vai abrir “de imediato” um inquérito para averiguar as causas do incidente.

Em comunicado, a Everjets adianta que os motivos desta aterragem de emergência são ainda desconhecidos.

Do incidente resultaram dois feridos ligeiros, os quais foram transportados para o Hospital de Viana do Castelo, segundo a empresa que afirma ter já notificado “as entidades competentes”.

No mesmo comunicado, a Everjets garante que “o dispositivo de combate aos incêndios não será afetado por este incidente, visto que possui aeronaves de reserva para colmatarem este tipo de problemas”.