Atualizada às 18h24

O fogo que lavra desde o início da tarde desta quarta-feira em Cortiços, Macedo de Cavaleiros, foi dado como dominado por volta das 18:00, de acordo com informação da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC).

Quatro bombeiros da corporação de Miranda do Douro ficaram feridos, esta quarta-feira, na sequência de um incêndio que deflagrou em Macedo de Cavaleiros. Um dos feridos encontra-se em estado grave, apurou a TVI no local.

A viatura onde seguia um dos bombeiros feridos foi consumida pelas chamas, informou a Autoridade Nacional de Proteção Civil. De acordo com o adjunto de operações nacional, Carlos Guerra, em declarações à Lusa, do acidente resultaram ferimentos num bombeiro de Miranda do Douro, que ficou com «queimaduras ligeiras, de primeiro grau, e uma fratura numa perna». O bombeiro encontra-se a receber cuidados no Hospital de Bragança.

Este incêndio deflagrou ao início da tarde de hoje na zona de Cortiços, no concelho de Macedo de Cavaleiros, Distrito de Bragança. O foto está próximo de casas, mas a situação está controlada.

De acordo com o jornalista da TVI, este incêndio feriu quatro bombeiros, um deles em estado grave. Miguel Cabral adiantou ainda que «estão cortadas duas vias municipais e as temperaturas estão muito altas» no local. Considerado o «maior de 2014», com duas frentes ativas, este incêndio está muito próximo de aldeias e casas, locais onde os meios foram reforçados.

O incêndio deflagrou por volta das 13:00 numa zona de mato, encontrando-se no local, por volta das 15:30, quatro meios aéreos pesados e dois ligeiros e mais de 90 operacionais apoiados por 27 viaturas.

A Proteção Civil nacional garante que não há habitações em risco.

Já o presidente da Câmara de Macedo de Cavaleiros, Duarte Moreno, que se encontra no local e que é o responsável pela Proteção Civil municipal, adiantou à Lusa que a existência de um edifício onde funciona uma carpintaria na zona era o principal motivo de preocupação no combate.

Este incêndio é o primeiro incêndio com alguma relevância deste verão no distrito de Bragança e o único que constava, pelas 15:30 na página da Intente da Autoridade Nacional da Proteção Civil.