A Polícia Judiciária anunciou esta segunda-feira a detenção de uma mulher suspeita de ter ateado um incêndio numa empresa do ramo das sucatas onde trabalhava, em Santa Maria da Feira, para encobrir desvios de dinheiro.

Num comunicado, a PJ diz que a mulher, de 45 anos, está «fortemente» indiciada pela prática de um crime de incêndio urbano ocorrido na freguesia de Mozelos, no concelho de Santa Maria da Feira, durante o final da tarde do passado dia 9 de abril.

«A suspeita, que terá agido num quadro de desespero e tentativa de encobrimento, mercê de desvios de quantias monetárias que há algum tempo subtrairia à empresa, terá ateado dois focos de incêndio em arquivo com documentação, existente no escritório da mesma, com recurso a um isqueiro», refere o comunicado.

Segundo a PJ, o fogo destruiu a zona do escritório e o respetivo recheio, e só não atingiu as restantes instalações da empresa, dada a pronta intervenção dos Bombeiros de Lourosa.

A detida vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.