A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou, nesta quarta-feira, a detenção de um homem, de 38 anos, suspeito de ter ateado no passado domingo um incêndio florestal no concelho de Albergaria-a-Velha.

O homem foi detido na sequência de uma investigação da qual resultou a recolha de "fortes indícios" sobre o seu envolvimento no crime.

"O suspeito não apresentou uma causa lógica para a ocorrência, sendo de admitir que tenha atuado num quadro de alcoolismo", indica a PJ, em comunicado.

O detido, sem antecedentes criminais, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

No Algarve, a PJ deteve uma mulher suspeita de ter provocado dois incêndios na zona de Conceição de Tavira, alegadamente movida por desequilíbrios emocionais.

A mulher, de 39 anos, é a presumível autora de dois incêndios florestais ocorridos nos dias 22 de julho e 16 de agosto, “movida por um estado depressivo em que se encontra”.

Segundo a PJ, que não especifica a área ardida, os fogos florestais consumiram uma vasta área de mato e pinheiro manso, não tendo tomado maiores proporções dada a pronta intervenção dos bombeiros.

A mulher, residente na zona dos incêndios, vai ser presente a tribunal para ser ouvida em primeiro interrogatório judicial e para aplicação de eventuais medidas de coação.

No corrente ano, a PJ já identificou e deteve 76 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.