O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) apreendeu na sexta-feira «volumosa documentação» durante buscas a residências nos concelhos de Loures e de Sintra pertencentes a um homem suspeito de auxílio à imigração ilegal através de empresas fictícias.

De acordo com um comunicado do SEF enviado esta sábado às redações, as buscas foram realizadas em duas casas e duas viaturas do homem, no Cacém (Sintra) e em Santo António dos Cavaleiros (Loures), arguido num processo criminal em curso, tendo sido apreendida «volumosa documentação relacionada com a legalização fraudulenta de imigrantes, passaportes, material informático, telemóveis e carimbos com timbre de diferentes empresas».

«Usando o nome de empresas fictícias, de que se declarava gerente, o arguido emitia, a troco de elevadas quantias em dinheiro, contratos de trabalho e outra documentação necessária à regularização dos imigrantes», informou hoje o SEF.

As autoridades começaram a investigar o homem após constatação de que «um elevado número de cidadãos estrangeiros estavam a tentar regularizar a sua situação no país recorrendo a documentação» que era emitida pelo arguido.