As duas crianças que ficaram feridas no acidente que provocou dois mortos e outros dois feridos, no Itinerário Complementar 2 (IC2), na zona da Madalena, em Leiria, já tiveram alta, disse à agência Lusa fonte hospitalar.

«As duas crianças já tiveram alta, mantêm-se internados os dois adultos», afirmou fonte do Centro Hospitalar de Leiria, que integra o hospital de Santo André, para onde foram transportados os feridos.

A mesma fonte adiantou que, em relação aos outros dois feridos, «o homem vai ser submetido a uma cirurgia ortopédica decorrente do trauma sofrido», enquanto a mulher «está em observação com prognóstico favorável».

Duas pessoas morreram esta terça-feira na sequência de uma colisão entre duas viaturas ligeiras no IC 2, disse à agência Lusa fonte da GNR.  O comandante operacional municipal de Leiria, Artur Figueiredo, adiantou que as vítimas mortais são o condutor, entre os 40 e 45 anos, e uma ocupante, com cerca de 13 anos, de uma das viaturas ligeiras.

Nesta viatura seguiam ainda uma mulher de 32 anos, que ficou gravemente ferida, o mesmo estado de uma criança de 10 anos. Uma outra criança, com cerca de 13 anos, também ocupante do mesmo veículo, tem ferimentos ligeiros.

«Pela informação que temos, estas pessoas são da Marinha Grande», esclareceu Artur Figueiredo.


O condutor da outra viatura envolvida no acidente, um homem com cerca de 60 anos, também se encontra em estado grave, informou o responsável.

«Os feridos foram transportados para o hospital de Santo André [Leiria]», disse o comandante operacional municipal.

Fonte do Centro Hospitalar de Leiria acrescentou que «os feridos estão estáveis e a realizar exames complementares de diagnóstico para poder avaliar melhor o seu estado».

O Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação do Destacamento de Trânsito de Leiria está a investigar as causas do acidente que aconteceu cerca das 07:45.

Ao local, acorreram 15 veículos e 26 operacionais, dos bombeiros Municipais e Voluntários de Leiria, GNR e INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica).

O trânsito foi parcialmente reaberto pelas 10:10, disse fonte da GNR.

«O tráfego rodoviário já se processa numa das faixas de rodagem, fazendo-se alternadamente», afirmou à agência Lusa a mesma fonte, adiantando existirem vários quilómetros de fila.