O ministro da Saúde, Paulo Macedo, anunciou esta segunda-feira que quer ver especialidades que estão «em falta» nos hospitais portugueses a serem alvo de um «concurso», destacando a anestesiologia que «deve acompanhar a qualidade dos blocos operatórios» nacionais.

«A anestesiologia é uma prioridade para nós, porque sem ela não funcionam os blocos operatórios. Há uma grande capacidade dos hospitais públicos e uma grande qualidade de cirurgiões e por vezes falta alguém da equipa de anestesistas», disse Paulo Macedo.

O ministro falava de novos concursos para a área da Saúde, tendo admitido que existem «especialidades hospitalares com falta de profissionais», entre as quais a anestesiologia e a radioterapia.

«Vamos começar a trabalhar num concurso para as especialidades em que temos especialmente falta. Temos, ao longo dos anos, especialidades em que nunca tivemos o número suficiente de médicos», referiu o ministro da Saúde.

Paulo Macedo falava aos jornalistas à margem de uma cerimónia de homenagem aos Bombeiros de Portugal que decorreu, esta tarde, no Hospital da Prelada, no Porto, com a participação, também, do ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, que garantiu estar «atento» à necessidade de «acautelar» a operacionalidade nesta área.