O Ministério da Saúde apresenta esta quarta-feira aos hospitais a nova estratégia de tratamento da hepatite C, que inclui os medicamentos inovadores comparticipados a 100% pelo Estado. Segundo apurou a TVI, a reunião está marcada para as 15 horas. 

Também a partir desta quarta-feira os hospitais que tratam doentes com hepatite C podem iniciar o plano de tratamento com os medicamentos do laboratório Gilead, tendo sido já assinada a portaria que determina a comparticipação dos fármacos na totalidade, noticia a agência Lusa.

Segundo a mesma fonte oficial, na terça-feira foi assinado o contrato entre a Autoridade do Medicamento (Infarmed) e a Gilead que formaliza o acordo feito com o Ministério da Saúde e que estabelece um plano para tratamento dos doentes com hepatite C, determinando que a farmacêutica é paga quando o doente fica tratado.

O objetivo da reunião de hoje, segundo fonte do Ministério, é «dar a conhecer o novo circuito de tratamento, o modelo de financiamento e desencadear o dispositivo nacional para o tratamento imediato da doença».

Depois será ainda publicado o despacho com as regras do circuito do tratamento, diploma que vai definir os organismos que irão tutelar a aplicação da nova estratégia de tratamento da hepatite C.

Quanto ao modelo de financiamento, a mesma fonte refere que deverá ser assegurado através de «uma linha vertical gerida pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS)».

Este despacho com as regras do circuito do tratamento visa também, segundo o Ministério, assegurar que todos os doentes recebem o tratamento dentro do tempo adequado.

Prevê-se que as Comissões de Farmácia e Terapêutica de cada hospital devam pronunciar-se com rapidez (até cinco dias), de forma a assegurar respostas mais curtas aos pedidos de tratamento.

O Ministério da Saúde vinca que esta estratégia para a hepatite C permite trazer para o país o melhor tratamento disponível a nível mundial para todos os doentes e não apenas para os estadios mais avançados da doença.

Até ao momento encontram-se em tratamento em Portugal 605 doentes com hepatite C em tratamento hospitalar, submetidos a diferentes terapêuticas.

Ao abrigo do programa que permite o acesso aos medicamentos inovadores de forma gratuita encontram-se autorizados 161 tratamentos.