Apenas 85 vagas das 200 abertas para a contratação de médicos de família foram preenchidas e, por isso, será aberto um novo concurso para preencher os 115 postos de trabalho remanescentes, anunciou a Administração Central do Sistema de Saúde.

Na sexta-feira foi publicada a lista de ordenação final dos candidatos referente ao procedimento de recrutamento de médicos de família, tendo sido preenchidas 85 vagas e excluídas 37 candidaturas, o que vai permitir «assegurar cobertura médica a cerca de 161 mil utentes», afirmou a Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS).

Sendo que o concurso, que data de abril, visava a contratação de 200 médicos especialistas em medicina geral de família, os Ministérios da Saúde e das Finanças autorizaram já a abertura de novo concurso para preencher as 115 vagas que ficaram por preencher, afirma a Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), numa nota enviada à agência Lusa.

Os selecionados foram contactados e devem agora escolher uma vaga entre as disponibilizadas pelas diferentes Administrações Regionais de Saúde, sendo que a Algarve é a que oferece mais postos de trabalho (82), seguida da de Lisboa e Vale do Tejo (50), do Alentejo (27), do Norte (21) e do Centro (20).