Um surto de sarna infetou 26 profissionais do Hospital de Barcelos, mas não foi detetada qualquer sintomatologia nos doentes, informou o Conselho de Administração da unidade, nesta quinta-feira.

Em comunicado, o Conselho de Administração do Hospital Santa Maria Maior acrescenta que os casos de escabiose (vulgo sarna) ocorreram no final de dezembro e se circunscreveram ao piso 5.

Não foi, no entanto, detetada qualquer sintomatologia em doentes internados no mesmo piso, pelo que o funcionamento do serviço é absolutamente normal”, sublinha o documento.

Aos 26 profissionais em causa foi proporcionada a realização de uma consulta de dermatologia, tendo-lhes sido sugerido o tratamento, “que deveria ser alargado aos familiares conviventes, por prevenção e independentemente da existência de sintomatologia”.

O tratamento em causa já foi iniciado, estando também a ser tomadas as medidas necessárias de controlo ambiental”, indica o mesmo comunicado.

O Conselho de Administração do Hospital de Barcelos “assegura a normalidade da situação, considerando que o surto que se verificou está já devidamente controlado".

Esta situação não afeta de nenhuma forma a qualidade e segurança da realização da atividade assistencial e do trabalho dos profissionais”, assegura.