Duas pessoas estão desaparecidas na sequência do naufrágio de um barco de recreio, domingo à noite, ao largo dos Açores, entre as ilhas do Pico e de São Jorge, junto à Calheta de São Jorge. A embarcação transportava cinco pessoas, todos habitantes de São Jorge. O alerta foi dado pelas 20:00.

Três dos cinco ocupantes foram resgatados com indícios de hipotermia, de acordo com o capitão do porto da Horta, Rafael da Silva, em declarações à TVI24. Foram assistidos no Centro de Saúde de São Jorge e já tiveram alta.

Os dois desaparecidos têm cerca de 50 anos. As buscas foram suspensas à meia-noite e retomadas esta manhã.

De acordo com as autoridades, o estado do mar "não está perfeito, mas não está a dificultar as operações de busca". 

As causas do naufrágio ainda não foram adiantadas, mas decorre já um inquérito. 

No auxílio às buscas está um avião C295 da Força Aérea, uma embarcação da Estação Salva-vidas da Horta, bem como meios disponibilizados pela Polícia Marítima, dos Bombeiros voluntários da Calheta e dos Bombeiros Voluntários de São Roque do Pico.