O homem de 70 anos suspeito de ter provocado intencionalmente um acidente na Mealhada, matando um dos ocupantes de um quadriciclo, vai aguardar julgamento em prisão preventiva, disse esta quarta-feira uma fonte policial, citada pela Lusa.

A medida de coação mais gravosa foi aplicada após o idoso ter sido presente a interrogatório judicial esta quarta-feira de manhã. O arguido foi conduzido ao Estabelecimento Prisional de Aveiro, onde vai aguardar o início do julgamento.

De acordo com a Polícia Judiciária (PJ), o suspeito, que «mantinha um conflito com as vítimas, com ameaças de agressão e de morte», está indiciado por dois crimes de homicídio qualificado, um consumado e outro tentado.

O caso ocorreu na manhã de dia 20 de dezembro, quando um casal viajava no quadriciclo (veículo vulgarmente conhecido como «papa reformas») com destino à feira da Mealhada, no distrito de Aveiro.

De acordo com a PJ, o alegado homicida esperou pelas vítimas e, «quando avistou o pequeno veículo em que seguiam, conduziu o seu automóvel, repentinamente, para a faixa de rodagem contrária, embatendo-lhes de frente, em plena reta e sem que tivesse surgido qualquer obstáculo que motivasse essa manobra».

As três pessoas envolvidas no acidente foram assistidas no local e foram transportadas para o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra. O homem não resistiu aos ferimentos e acabou por morrer. A mulher encontra-se ainda internada, em estado grave, no hospital.