Um homem suspeito de ter matado uma antiga namorada que estava grávida, em Sintra, e de desmembrar o corpo, que depois enterrou em Salvaterra de Magos, ficou em prisão preventiva, informou a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

O arguido, no dia 6 de janeiro de 2016, durante uma discussão com a ex-namorada, com quem mantivera um relacionamento entre julho e setembro de 2015, e que se encontrava grávida, fruto desse relacionamento, matou-a e matou o feto, motivado pelo facto de aquela não querer fazer um aborto”, explicou a PGDL.

De seguida, o suspeito de 28 anos, com uma faca, desmembrou o corpo da vítima, de 32 anos, conta a PGDL, de acordo com a Lusa.

O arguido está indiciado de homicídio qualificado, aborto e profanação de cadáver. A investigação prossegue sob direção do Ministério Público do Departamento de Investigação e Ação Penal de Sintra, sendo executada pela Polícia Judiciária.