O Tribunal de Instrução Criminal (TIC) do Porto decretou esta quinta-feira o internamento preventivo em ala prisional psiquiátrica ao suspeito de matar a mãe de 77 anos na quarta-feira, no Bairro da Pasteleira, disse fonte judicial.

O homem, de 58 anos, "vai ser conduzido ao Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo na situação de internamento preventivo, na ala psiquiátrica, enquanto subsistir a situação de anomalia psíquica", disse à Lusa fonte do próprio TIC.

A idosa foi encontrada morta em casa, na quarta-feira, alegadamente vítima de homicídio, sendo o filho o suspeito, informou na altura à agência Lusa a PSP.

A polícia foi chamada ao local cerca das 18:00 e no interior da casa encontrou o corpo da mulher, com sinais visíveis de violência, "indiciadores da prática de homicídio", segundo a PSP.

O corpo da idosa foi transportado para o Instituto de Medicina Legal e o caso entregue à PJ para investigação.

O filho, que aparentava ter perturbações mentais, foi conduzido às instalações da Polícia Judiciária (PJ).

A idosa foi atingida na zona do tórax e do abdómen com uma arma branca, detalha, entretanto, um comunicado emitido pela PJ no qual anuncia a detenção do suspeito.

Numa curta nota de imprensa, a Diretoria do Norte da PJ indicia o homem pela prática de crime homicídio da progenitora, com quem cohabitava.