Um homem de 35 anos, suspeito de ter matado a tiro o cunhado, na madrugada de segunda-feira, no concelho da Figueira da Foz, vai ficar em prisão preventiva, informou esta terça-feira um fonte da Polícia Judiciária (PJ).

O Tribunal da Figueira da Foz decidiu aplicar a medida de coação de prisão preventiva ao homem suspeito de ter matado a tiro o cunhado, de 32 anos, disse à Lusa fonte da PJ.

O suspeito, que era caçador, terá disparado à queima-roupa com uma espingarda caçadeira, calibre de 12 milímetros, tendo atingido a vítima com dois tiros, informou ainda a Polícia Judiciária.

De acordo com um comunicado da PJ enviado esta terça-feira, o suspeito «mantinha, desde há muito tempo, uma relação conflituosa com a vítima».

De acordo com a GNR, o crime ocorreu pouco antes das 03:00 de segunda-feira, num parque de merendas de Santana, na rua da Gorreosa.

O homem entregou-se a uma patrulha da GNR do Posto de Quiaios que foi chamada ao local e procedeu à detenção e à apreensão da arma.