«A motivação [do crime] assentou na circunstância daquele [arguido] exigir entrega de dinheiro [à avó] e não ser, em regra, atendido, tendo iniciado (…) agressões em escalada, que culminaram no ato letal (pontapés e murros)», explica a PGDL.