O Tribunal de Évora condenou esta terça-feira a 15 anos de prisão efetiva uma mulher acusada de ter matado o marido, num incêndio que provocou na residência de ambos, na periferia da cidade.

Segundo o acórdão lido pelo juiz que presidiu ao coletivo que julgou o caso, a mulher, de 36 anos, foi condenada pelo crime de homicídio qualificado do marido e absolvida do crime de incêndio da sua casa.

O caso remonta a 02 de junho de 2013, quando um homem de 44 anos morreu devido à inalação de fumos decorrentes de um incêndio na sua habitação, no Bairro da Malagueira, em Évora.

A mulher da vítima, na altura com 35 anos, foi detida pela Polícia Judiciária (PJ) cerca de um mês depois do crime, como reporta a Lusa.