Hermínia Salteiro, de 64 anos, não queria acreditar quando recebeu a convocatória para o Dia da Defesa Nacional, como outro qualquer miliciano.

O pedido de desculpas chegou entretanto, bem como a explicação do engano, mas o certo é que o nome da mulher de 64 anos permanece nos editais de convocatória para o dia da Defesa Nacional, tal como acontece com os jovens da sua terra nascidos em 1995.

No entanto, tropa nunca foi coisa que desse felicidade a Hermínia Salteiro e por isso assustou-se mesmo quando recebeu a convocatória.