Dois recordes do Guinness, nove recordes mundiais e três pessoais foram este domingo batidos no Estádio de Leiria, durante o evento Impossibility Challenger, que juntou participantes de várias nacionalidades, que tentaram ultrapassar 16 recordes diferentes.

Albert Walter rasgou uma lista telefónica com 1.551 páginas em 9,38 segundos, estabelecendo um novo registo para o Guinness – Livro dos Recordes. O suíço acabou por se lesionar nesta prova e desistiu da tentativa de quebrar um prego de ferro, com 30 centímetros de comprimento.

Tarefa mais difícil teve o austríaco Vaibhava Kuschnow, que conseguiu acertar dez vezes no alvo no tiro com arco, ao mesmo tempo que praticava «slackline». Além da pontaria certeira, o austríaco somou ainda 64 pontos, fazendo cair mais um recorde do Guinness.

Este austríaco bateu ainda o recorde mundial a subir uma parede de escalada de sete metros, em patins em linha.

Começou às 23:00 de sábado e terminou já depois das 14:00 de hoje.

Carlos Vieira alcançou o seu terceiro recorde mundial. Desta vez, o ciclista esteve 15 horas a pedalar sobre rolos em cima de um carro de bombeiros.

Foram 310 quilómetros em cima de uma bicicleta, durante toda a noite, apenas com duas paragens de dois minutos para ir à casa de banho.

«Não são muitos quilómetros, mas é preciso paciência e passei muito frio de noite. É mais fácil fazer 400 ou 500 quilómetros na estrada do que pedalar em cima de rolos, porque não posso sair de cima do selim. Neste momento, tenho o rabo todo em ferida e vai demorar uns dias a curar», contou, no final de 15 horas, 13 minutos e 55 segundos em cima da bicicleta.

Interessado em bater os seus recordes pessoais, Radek Rosa foi um dos mais aplaudidos no estádio. O checo puxou uma carrinha com mais de seis toneladas em 36,26 segundos.

Antes já tinha puxado um miniautocarro, com 17 passageiros, ao longo de 40 metros, num tempo de 57,75 segundos.

No Estádio de Leiria, o Núcleo de Espeleologia de Leiria ultrapassou o monte de Evereste. Os participantes subiram o topo Sul do estádio 168 vezes, o que equivale a uma distância de 9.072 metros.

A Juventude Vidigalense também superou o seu desafio e garantiu a maior corrida estafeta nos 400 metros, contando com a participação de 106 corredores, com o tempo de 02 horas e 40 minutos.

Perto das 11:00, Jorge Cardinali colocou três pratos a rodar em cima de varas em simultâneo. O leiriense terminou a prova mais de quatro horas depois, sem partir qualquer prato.

«Autotranscendência, ultrapassar os próprios limites e inspirar todas as pessoas» é como Florbela Paiva, uma das responsáveis pela organização do evento em Portugal, classifica o Impossibility Challenger.

Segundo a organizadora, «existem pessoas que querem ultrapassar os seus próprios limites e querem mostrar aos outros que também o podem fazer. Isso é o objetivo deste evento: inspirar os outros a ultrapassar os seus próprios limites».

Da lista de recordes constam Nuno Figueiredo e Jorge Pina, que reuniram mais de sete mil desenhos de crianças alusivos à paz e a maior e mais longa aula de yoga do riso.

Pelas 17:00 de hoje ainda decorria o desafio do alemão Charuhasi Schröder, que se propôs recitar 3.100 poemas.