A unidade de neonatologia do hospital de Guimarães deu apoio ao nascimento de três pares de gémeos e a dois nascimentos de trigémeos, numa só semana.
 
Segundo o Jornal de Notícias (JN), o hospital foi obrigado a reforçar e a triplicar as equipas e meios técnicos, para dar apoio aos 12 bebés.

Os profissionais da unidade de saúde descrevem o acontecimento como “raro” e recordam que um caso como este não acontecia há 20 anos.

“Obrigou a um esforço muito grande. Tivemos de abrir camas de internamento e reforçar as equipas. [No caso dos trigémeos] precisámos de três médicos, três enfermeiros, três camas. Tudo ao mesmo tempo. Tivemos que planear com antecedência”, explicou Fernando Graça, responsável pela unidade, ao JN.


Os dois nascimentos de trigémeos aconteceram separados por apenas três dias: o primeiro a 13 e o segundo a 16 de julho. Isaac, Laura e Vitória completaram de uma vez só a família ideal de Sara Aguiar e Joaquim Rodrigues. Já Kiril, Dária e Alexandra não chegam para o casal de ucranianos Tetiana e Oleg Stadnyk.

“Temos que ter quatro”, brincou.