Os bombeiros de Guimarães decidiram trocar a tradicional festa de aniversário pela compra de botas para os voluntários. Esta opção inédita dos bombeiros foi tomada por causa da crise, disse esta quinta-feira à Lusa o comandante da corporação.

«Foram os próprios bombeiros a sugerir que, em vez do almoço de festa, se usasse o dinheiro para comprar 120 pares de botas», acrescentou Bento Marques que lidera a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Guimarães.

Todos os anos, os bombeiros realizam uma festa comemorativa que incluiu um almoço pago pela direcção da associação. «Por causa da crise, há menos apoios e temos que utilizar muito bem o dinheiro que temos», disse ainda Bento Marques.

O dinheiro que deveria ser gasto no almoço de festa será usado para comprar 120 pares de botas, prioritárias para a corporação de bombeiros. «São botas que aguentam 300 graus de temperatura e que têm a palmilha e a biqueira em aço», explicou o comandante.

É a primeira vez na história dos bombeiros de Guimarães que não se realiza o almoço entre os bombeiros, a direcção da associação e as respectivas famílias. «Em tempo de crise, é preciso esquecer as festas e dar segurança a quem trabalha nos bombeiros», salientou Bento Marques.

A corporação celebra 132 anos de existência no dia 22 de Março.