A atividade gripal epidémica foi de “baixa intensidade, com tendência estável”, na última semana de janeiro, de acordo com o Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe, do Instituto Ricardo Jorge, divulgado nesta quinta-feira.

O vírus da gripe A (H1)pdm09 foi detetado em 64% dos casos analisados entre os dias 25 e 31 de janeiro, um valor superior ao da semana anterior, mas o boletim informativo realça que “os vírus da gripe circulantes são, na sua maioria, semelhantes aos vírus contemplados na vacina antigripal da época 2015-2016”.

As Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) reportaram ter admitido 15 novos casos de gripe na última semana de janeiro, sendo que todos os pacientes estavam infetados com o vírus A(H1N1).

Segundo o Instituto Ricardo Jorge, a mortalidade observada por todas as causas apresentou “valores de acordo com o esperado”, numa semana em que a temperatura mínima do ar registou valores médios acima do normal para a época.

A época gripal 2015-2016 começou em outubro e termina em maio.