FNAM estima adesão de 90% à greve













Ministério da Saúde não entra em «guerras de números»