O Grupo de Estados contra a Corrupção (GRECO) do Conselho da Europa concluiu que Portugal cumpriu apenas parcialmente três das suas dez recomendações sobre a transparência do financiamento dos partidos e a criminalização da corrupção feitas em 2010.

Segundo o relatório do organismo do Conselho da Europa, divulgado esta quinta-feira, Portugal “aplicou satisfatoriamente” dez das treze recomendações sobre a transparência do financiamento dos partidos políticos.

As restantes três recomendações, sobre a criminalização de corrupção, contidas no relatório de avaliação de 2010, foram apenas “parcialmente cumpridas", adianta o relatório.

O GRECO, que é composto pelos 47 membros do Conselho da Europa e pela Bielorrússia e os Estados Unidos, tem como principal objetivo fortalecer a capacidade dos países membros na luta contra a corrupção.