«A falta de médicos em algumas especialidades, como nós já dissemos, em vários locais do país, não se trata de qualquer inibição em termos de disponibilidades financeiras. Nós contratamos todos os médicos das especialidades em que há carências», disse Paulo Macedo.