Notícia atualizada às 11:47

A mulher que hoje de manhã ficou ferida num alegado episódio de violência doméstica em Esmeriz, Famalicão, foi detida, afirmou à Lusa fonte do Comando Territorial de Braga da GNR.

Um homem de 40 anos morreu esta manhã e duas pessoas ficaram feridas num episódio que a GNR «tipificou como sendo de violência doméstica», referiu à Lusa o tenente-coronel Vaz Lopes, da GNR de Braga.

Segundo o responsável, o caso já foi entregue à Polícia Judiciária.

O homem, de 40 anos, morreu alegadamente vítima de um esfaqueamento, tendo fonte das relações públicas do Instituto Nacional de Emergência Médica confirmado à Lusa que o senhor apresentava um ferida no pescoço, infligida por uma arma branca.

A mulher, com ferimentos no crânio, e uma criança de 10 anos foram transportadas para o Hospital de Famalicão.

O caso aconteceu esta manhã, pelas 08:00, tendo estado no local a GNR, os bombeiros de Famalicão e o INEM. O alerta foi dado às 08:00.

Contactada pela Lusa, fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) já tinha afirmado ter recebido uma chamada para se deslocar ao local às 07:57, sendo que a vítima mortal, um homem de 40 anos, apresentava «uma ferida sangrando no pescoço, sendo vítima de uma arma branca».

«A mulher, de 39 anos, apresentava feridas, escoriações e hematomas, ao nível do crânio», enquanto «a criança, de 10 anos, apresentava-se com um trauma da mão», acrescentou.