A Guarda Nacional Republicana realiza, até ao fim deste mês de abril, a «Operação Censos Sénior 2015». A iniciativa visa atualizar o registo dos idosos que vivem sozinhos e/ou isolados.

Outro dos objetivos é identificar novas situações e informar as autoridades competentes das situações de potencial perigo, lê-se num comunicado da GNR, que está patente na sua página da Internet. 

«Durante a operação, serão também levadas a cabo ações de sensibilização para que a população idosa adote comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes»


O comunicado dá como exemplo a entrada em circulação da nova nota de 20 euros, indicando que vai fornecer à população idosa várias informações, tais como:

- A nova nota será colocada em circulação pelo Banco de Portugal, através dos balcões das instituições bancárias e das máquinas de distribuição de notas;

- Mesmo com a entrada em circulação da nova nota, as notas de 20 euros da primeira série vão permanecer em circulação e poderão continuar a ser utilizadas, sem restrições;

- Ninguém está mandatado para recolher notas em nome do Banco de Portugal ou de qualquer instituição bancária


A guarda aproveitará para divulgar, igualmente, o programa «Residência Segura». A ideia é motivar a população idosa ao preenchimento de uma «ficha de residência», que permite recolher os elementos necessários para elaboração do mapa da região, com a localização georreferenciada de todas as residências aderentes ao projeto.

Permitirá, assim, «direcionar de forma mais eficaz os meios humanos e materiais da GNR e aumentar o sentimento de segurança da população aderente ao programa», conclui o mesmo comunicado.