A GNR está a investigar a morte de quatro animais selvagens e de um cão, ocorrida nas proximidades de uma localidade do concelho de Seia, disse hoje à agência Lusa fonte policial.

Segundo fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda, o caso está a ser investigado pelo Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) do Destacamento Territorial da GNR de Gouveia com a colaboração do coordenador nacional do Programa Antídoto, instalado no Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS), em Gouveia.

Na sexta-feira, o NPA da GNR de Gouveia foi alertado, por moradores da localidade de Pinhanços, em Seia, para a existência «de diversos animais mortos, supostamente envenenados», referiu a fonte.

Após buscas efetuadas no local e nas imediações, os militares encontraram, já sem vida, quatro animais selvagens (um rabirruivo, duas gralhas e uma raposa) e um cão.

As autoridades também recolheram carne no local «com indícios de veneno que servia de isco», informou a GNR.

Segundo o Comando Territorial da GNR da Guarda, «ultimamente não tem havido situações semelhantes» no distrito, desconhecendo «qual o motivo do alegado envenenamento» dos animais.