A GNR informou esta segunda-feira que constituiu arguidos, por posse de armas ilegais, três homens e uma mulher, com idades entre os 33 e 44 anos, na sequência de uma operação realizada em Ponte de Lima e Ponte da Barca.

De acordo com fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo, a operação foi desencadeada na sexta-feira passada, naqueles dois concelhos do Alto Minho, e envolveu quatro buscas domiciliárias e, às viaturas automóveis utilizadas pelos visados.

Destas buscas resultou, indicou a mesma fonte, a apreensão de uma caçadeira calibre 12 milímetros (mm), um revólver de alarme de calibre 9 mm, várias munições de vários tipos e calibres das quais 25 munições de calibre 44mm, 43 de calibre 22mm, 58 cartuchos de calibre 12 mm, três espingardas de pressão de ar e, uma caneta pistola de calibre 22 mm.

Os quatro arguidos foram sujeitos a Termo de Identidade e Residência (TIR).