Um total de 15.603 condutores foram detetados pela GNR, no primeiro semestre deste ano, com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 0,50 gramas/litro, informou esta sexta-feira a Guarda Nacional Republicana.

Destes - adianta a GNR -, 6.207 conduziam com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,20 gramas/litro. Isto depois de, durante o ano de 2012, a GNR registar 32.790 infrações no âmbito da condução sob o efeito de álcool.

Estes números foram divulgados na véspera da GNR intensificar, das 00:00 às 07:00 horas de sábado, com a «Operação Baco», a fiscalização da condução sob influência de álcool e de substâncias psicotrópicas e o combate à criminalidade nas estradas, através de 439 ações em que participam 1.136 militares da Unidade Nacional de Trânsito, dos comandos territoriais e da Unidade de Intervenção.

Segundo a GNR, estas ações serão direcionadas para as vias onde as infrações por excesso de álcool são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação e existam dados ou indícios da prática de ilícitos de natureza criminal.

A GNR associou-se ainda à ação de sensibilização «100% Cool», que será realizada no período da operação, na região de Albufeira, Algarve, com o objetivo de alertar os jovens para os perigos inerentes à condução sob o efeito do álcool.

À semelhança de outra já realizadas, a iniciativa pretende premiar jovens condutores que conduzam com zero por cento de álcool no sangue.